Capacidade de memorização em inglês

9 dicas para aumentar a sua capacidade de memorização em inglês

Quando o assunto é aprender inglês, não tem muito como fugir: precisamos memorizar algumas coisas. Sejam palavras, regras ou estruturas de frases, estamos sempre presos em um detalhe ou outro. É aí que entra uma dúvida muito comum: o que fazer para melhorar a capacidade de memorização em inglês?

Existe algum caminho ou técnica que pode ajudar nesse sentido? Pois bem, a boa notícia é que existem sim algumas dicas que podem tornar a tarefa bem mais simples.

Quer saber quais são elas e assim garantir resultados melhores nessa tarefa de “guardar” um monte de coisa? Você está no lugar certo! Leia o post de hoje e veja algumas dicas que levantei para você aumentar sua capacidade de memorização em inglês! Bora juntos nessa?

1. Tente associar o que quer lembrar com uma imagem

Muitas pessoas reconhecidas por sua capacidade de memorização em inglês exploram essa técnica: associam o que gostariam de lembrar com uma imagem. É claro que o método exige treino, mas essa é uma forma bem mais simples de guardar as coisas (e você deve incorporá-la sempre que conseguir).

Isso acontece porque nosso cérebro tem mais facilidade em lidar com imagens do que com informações abstratas. Então, toda vez que você faz associações com imagens acaba tornando o trabalho relativamente mais simples para ele. Por consequência, tem resultados mais rápidos.

Quanto mais marcantes essas representações forem, mais fácil fica para se lembrar e garantir a atenção do seu cérebro.

Um dos aspectos mais importantes sobre dificultar a memorização é justamente fazer com que o cérebro não dê tanta atenção a ela. Ou ainda, que a representação criada por você não seja devidamente detalhada. A imagem lida com isso com facilidade, pois força sua mente a se recordar de uma coisa por meio de “atalhos”.

Portanto, daqui para frente, quando precisar guardar uma nova palavra, tente criar uma associação mental. Quando as pessoas falam de ice cream, por exemplo, pode ser difícil para você fazer uma ligação com o que as duas palavras comunicam, ou seja, “ice” e “cream” (que seria creme de gelo = sorvete)

Por outro lado, se conseguir gravar a imagem de um sorvete e fazer uma associação com o som da palavra, então pode ser que se recorde disso com bem mais facilidade.

2. Invista em uma boa noite de sono

Dormir bem é um dos grandes ganhos que você pode trazer para o seu corpo. Além do natural descanso, esse período é responsável por vários outros processos, como renovação da voz, reparo celular e memorização do que aprendeu no decorrer do dia.

Muitas pesquisas têm revelado que estudar muito e dormir pouco pode acabar tendo efeito inverso. Ou seja, você acaba não guardando o conteúdo que aprendeu. Então, para não sofrer com isso, não abra mão do período de descanso. Isso acontece porque quando você fica muito tempo sem dormir bem, seu cérebro pode funcionar com um rendimento abaixo do normal.

Nessa situação, capacidades importantes como criatividade, resolução de problemas e outras habilidades acabam ficando comprometidas. E este é um ponto que não é desejado por ninguém que deseja progredir intelectualmente.

Portanto, se quiser ter bons resultados e melhorar sua capacidade de memorização em inglês, não deixe de investir nesse cuidado. Tenha em mente que está investindo na consolidação da sua memória. E isso acontece nas fases mais profundas do sono, ou seja, somente quando você “apaga” mesmo.

3. Esforce-se para controlar o estresse

Viver constantemente estressado não é nada bom. Porém, o que poucas pessoas sabem é que isso também pode minar a capacidade de memorizar informações importantes. Embora existam muitos desavisados, guarde essa informação: o estresse pode ser um dos grandes inimigos do cérebro.

Ele começa aparecendo de forma despretensiosa e nos primeiros dias podem até mesmo acionar um sinal de “ligado” no seu corpo. Isso faz com que sua produção cresça e você acabe tendo uma performance acima do esperado. Muitas pessoas pensam que isso é positivo – e até pode ser se acontecer em um período curto de tempo.

Com o passar do tempo, se não for controlado, o cenário pode acabar minando muitas coisas importantes. Para você ter noção, o estresse crônico pode ser o grande responsável por destruir muitas das células do cérebro, danificando até mesmo o hipocampo (região dedicada à formação da memória e recuperação das antigas).

Como você deve imaginar, isso não é nada bom para quem quer melhorar a capacidade de memorização em inglês (e de qualquer outra coisa também). Por isso, seja o tipo de pessoa engajada com o controle do estresse, adotando exercícios de relaxamento e respiração com frequência.

Antes de pularmos para o outro tópico é bom lembrar que, além do estresse, outros comportamentos podem ser prejudiciais ao cérebro. Quem sofre com depressão, ansiedade e preocupação crônica também pode sofrer um pouco com a queda da memorização, então é muito importante controlar as emoções e a mente.

4. Invista em uma alimentação balanceada

A alimentação também é muito importante no processo de aumentar a sua capacidade de memorização em inglês. Nada mais natural, já que um cardápio mais variado faz com que você se sinta mais bem-disposto e consiga conquistar as coisas com mais facilidade.

O ideal é apostar em uma alimentação com muitos vegetais, alimentos ricos em ômega 3 e 6, vitaminas e ácido fólico. Essa combinação tem sido vista como ótimas para a saúde do cérebro – o que ajuda muito na tarefa de turbinar seu inglês com mais facilidade.

Somado a isso, esforce-se para ficar longe dos alimentos industrializados. Comidas muito doces, cheias de sódio e gordura não são nada boas para o funcionamento do seu corpo e, por consequência, do cérebro também.

Invista em peixes, frutas, verduras, grãos integrais e torne sua vida bem melhor. Você vai perceber como os resultados são ótimos quando você adota esses cuidados.

5. Explore diferentes regiões do cérebro

Se pararmos para pensar, lidamos com diversas informações novas a cada dia. Pode ser um pouco difícil para o cérebro “filtrar” tudo isso e entender o que deve ser memorizado e o que pode ser descartado.

Essas informações acabam ficando um pouco “soltas” na mente. Então, é muito importante investir algum tempo para armazenar cada uma delas no seu devido lugar. Assim fica mais fácil relembrar de cada um desses pontos quando precisar mais tarde.

Pense na sua cabeça de maneira mais ou menos similar ao que acontece com um computador. O ideal é que as informações estejam guardadas em pastas devidamente organizadas. Essa é a melhor maneira de evitar confusões ou até mesmo a perda de documentos importantes (além de encontrar o documento certo sempre que precisar).

Pois bem, o cérebro funciona mais ou menos assim. Quando for guardar as associações que fez por imagens, por exemplo, deve saber onde vai colocar isso no cérebro. Assim fica bem mais fácil torna-las acessíveis e puxar as representações que fez. Acredite em mim: você vai se lembrar com mais facilidade dessa forma!

6. Faça exercícios mentais com frequência

Quem quer ter um corpo mais sarado precisa investir na prática de exercícios físicos. No caso do cérebro não é diferente. Se quiser aumentar sua capacidade de memorização em inglês, então precisa estimular essa região do seu cérebro também!

Existem exercícios que são ótimos nesse sentido, como palavras-cruzadas, Sudoku e vários outros. Uma rápida pesquisa na internet pode revelar várias opções de aplicativos e jogos disponíveis.

Entre os exercícios mentais com mais resultados, não poderia deixar de citar a tarefa de aprender um novo idioma. Essa atividade estimula seu cérebro em vários sentidos diferentes, ajudando muito a manter a mente saudável e seu funcionamento em dia.

Então, procure alguns exercícios que você goste e adote-as no seu dia a dia. Essa é uma forma de colher todos os resultados positivos que eles trazem consigo e ajudar no desenvolvimento cognitivo das pessoas.

Assim você garante uma melhoria na memória e uma função cerebral mais aguçada. O importante mesmo é se movimentar e não ficar parado!

7. Movimente seu corpo com exercícios físicos também

Muitas pessoas caem no engano de pensar que exercitar a mente não tem nenhuma relação com o corpo físico. Como as pesquisas têm revelado há muitos anos, “corpo são, mente sã” – ou seja, existe uma forte associação entre eles.

As atividades físicas são muito importantes para que seu cérebro funcione bem (e tudo isso tem um reflexo direto quando o assunto é reter melhor as informações).

Como são responsáveis por melhorar a função cardiovascular, eles também aumentam o fluxo sanguíneo do cérebro. Essa medida pode parecer despretensiosa, mas promove um crescimento dos neurônios e aumenta as conexões existentes no hipocampo (que, como adiantamos acima, é uma parte do cérebro responsável pela memória).

E tem mais: quem adota a prática de exercícios como um hábito frequente colhe essas vantagens no decorrer dos anos. Segundo algumas pesquisas, o declínio cognitivo é bem mais leve em pessoas que praticam atividades físicas.

Então, nada de se acostumar com o sedentarismo! Movimente-se, coloque seu corpo em ação e colha as vantagens disso em várias esferas da sua vida!

8. Não abra mão da sua vida social

Sair com os amigos, sentar na mesa de um bar e fazer coisas desse tipo são ótimos para sua mente. É isso mesmo: a vida social movimentada faz com que seja mais fácil manter a memória em dia, garantindo assim mais qualidade de vida (a curto, médio e longo prazos).

Isso acontece porque estar conectado às pessoas faz com que você tenha uma qualidade de vida superior. Segundo algumas pesquisas, aqueles que têm relações sociais mais ricas e movimentadas, têm um desempenho cognitivo superior aos demais.

Além disso, estar com os amigos faz com que seja mais fácil gerenciar o estresse. Esse é um ponto que ajuda na manutenção da memória.

E tem mais: quando ficar mais velho e não quiser sair de casa, você pode contar com os velhos amigos para estimular as conexões e manter a mente em dia. Assim fica mais fácil perceber todos esses benefícios, então esforce-se para ter bons ciclos de amizade.

9. Seja engajado em manter o bom humor

Ser uma pessoa bem-humorada é uma das melhores coisas que você pode fazer por você mesmo. Além de levar a vida com mais tranquilidade e leveza, você ajuda a aumentar a sua capacidade de memorização em inglês.

O bom humor tem um papel muito importante no funcionamento do seu cérebro. Vivemos em um mundo em que somos submetidos cada vez mais a estresses, preocupações e frustrações. Por isso, o bom humor chega ajudando muito a quebrar todo esse peso.

Lidar com a vida de forma mais leve ajuda muito a manter a memória em dia. É claro que essa não é uma “receita de bolo” infalível. Ou seja, pode ser que você ainda se esqueça de algumas coisas. Ainda assim, o estilo de vida pode ajudar muito na hora de lidar com essa situação.

Por isso, liberte-se de todo o peso e mau-humor. Você vai perceber que é melhor viver dessa forma – e guardar informações também!

Bem, agora você já conhece algumas dicas para aumentar a sua capacidade de memorização em inglês. Investindo em cada uma delas fica mais fácil garantir resultados melhores na incrível tarefa de preservar o seu cérebro ativo.

E você, conhece outra pessoa que poderia se interessar por esse conteúdo? Então não perca tempo e compartilhe nas redes sociais. Afinal, quem não quer saber como manter a mente em dia, não é mesmo? Nos encontramos por lá!

Comentários