Números em inglês

10 dicas infalíveis para aprender números em inglês de uma vez por todas

Saber os números em inglês é uma das primeiras evidências de que está evoluindo no idioma. Nada mais natural, já que esse tipo de conhecimento costuma ser mais focado em iniciantes nos mais diversos idiomas. Isso não seria diferente no caso do inglês.

Ainda assim, algumas pessoas ficam na dúvida sobre como pronunciar da forma correta ou ainda sobre como escrever números em inglês. Essa é uma sensação muito comum, já que as novas palavras costumam mesmo trazer um pouco de dúvida e até mesmo certa insegurança.

A boa notícia é que aprender tudo isso fica bem mais fácil se você tem em mãos as dicas certas. Quer conquistar esses resultados de uma vez por todas? Então não deixe de ler o post de hoje até o final!

1. Comece trabalhando com uma amostra inicial

Querer aprender os números em inglês é um ótimo passo, mas isso não significa que você vai aprender de 1 a 1 milhão de um dia para o outro. Tenha isso claro na sua mente para não se desesperar e acabar desmotivando. Uma ótima alternativa para começar é justamente fazer um recorte e focar em uma amostra inicial.

Você pode começar de 1 a 20, por exemplo, e conforme vai memorizando, continua a evoluir de forma progressiva. Além disso, essa é uma ótima forma de aprender com consistência, pois você pode criar uma rotina para revisar os números em inglês já aprendidos e assim atingir resultados melhores.

E tem mais: conforme o tempo vai passando e você evolui nos números em inglês, então percebe que existe toda uma lógica por trás disso tudo. Esse ponto pode parecer uma bobeira, mas faz com que tudo fique bem mais fácil de ser aprendido.

2. Conte com a ajuda de vídeos e músicas para memorizar com mais facilidade

É isso mesmo: as mídias alternativas têm se firmado como excelentes alternativas para quem quer aprender outra língua de forma mais leve – e não seria diferente no caso dos números em inglês.

Os vídeos no YouTube, por exemplo, são ótimas opções, pois costumam disponibilizar dicas de memorização, detalhes de pronúncia específicas para os números em inglês e vários outros pontos desse tipo. E o melhor: muitos desses materiais são gratuitos, então basta estar com vontade de turbinar o inglês para seguir evoluindo com velocidade.

Além disso, os canais contam com músicas e outras “artimanhas” que ajudam muito quando o assunto é guardar tudo sem grandes dificuldades. Conforme vai treinando de forma repetitiva, tudo fica mais fácil.

Caso queira ter resultados ainda melhores, tenho uma dica especial: você pode converter os vídeos em áudio e ouvir sempre que tiver um tempinho livre na agenda. Essa é uma forma de aproveitar ainda mais os espaços para criar um ambiente de imersão e assim ficar ainda mais familiarizado com cada som.

3. Aposte na memória muscular para ter resultados melhores

Aprender os números em inglês pode ser consideravelmente mais fácil quando você explora alguns “truques” certeiros. Como você provavelmente já sabe, aprender esses detalhes é muito importante – assim como a pronúncia correta.

Embora muitas pessoas ainda não explorem essa técnica, a memória muscular pode ajudar muito (mais que a maioria das pessoas acredita)! Assim como os outros músculos do corpo, a boca precisa aprender a fazer a movimentação correta e, com o passar do tempo, vai começar a fazer isso de forma praticamente automática.

Muitos brasileiros comentam que têm dificuldades em fazer alguns sons em inglês, por isso o melhor caminho é seguir treinando para que a prática seja cada vez mais fácil.

Para ter os resultados que todo esperamos, não deixe de investir algum tempo movimentando a musculatura e faça com que os músculos fiquem mais acostumados com os novos fonemas. Acredite em mim: você vai se agradecer por esse tipo de treinamento!

4. Tenha os materiais certos

O material ideal ajuda muito quem quer aprender de uma vez por todas. Digo isso porque muitas vezes focamos apenas na compreensão e pronuncia – e acabamos esquecendo de um detalhe muito importante: a escrita!

Como você deve imaginar, evoluir para a fluência em inglês envolve também saber escrever os números em inglês sem grande dificuldade. Justamente por isso, os materiais que contam com os números em inglês escritos em extenso são ótimas opções, pois fazem com que você tenha contato com eles e acabe memorizando sem muita dificuldade! O contato com essas palavras deve acontecer o máximo de tempo possível, pois esse cuidado potencializa muito os resultados.

Outra dica importante é apostar em materiais que tenham a pronúncia escrita. Achou isso um pouco confuso? Pois bem, existem SIM materiais desse tipo e são conhecidos como dicionários fonéticos. É justamente esse detalhe que faz com que o papa e outras personalidades consigam se comunicar em vários idiomas.

Então, considere ter um material desse tipo. Ele vai trazer um nível de detalhamento que pode ser um ótimo direcionador, principalmente se você não tem tanto acesso a áudios e vídeos.

5. Treine falar os números em inglês todos os dias

Já pensou em ler os números em inglês que você aprendeu em voz alta? Essa tarefa pode parecer um pouco “missão de doido”, mas traz ótimos resultados. Por incrível que pareça, adotar essa prática significa conseguir perceber melhor a pronúncia e pontos de melhoria – um detalhe que ajuda a aperfeiçoar sua habilidade de fala.

Uma forma de perceber se está mesmo pronunciando da forma correta é fazer uma gravação do seu áudio. Isso porque algumas vezes acabando nos iludindo que nossa pronuncia está boa, mas quando paramos para reparar ela está bem diferente do que imaginávamos.

Então, todo cuidado é importante nesse momento, pois você pode acabar se “acostumando” com uma maneira errada de falar. E tem mais: esse ponto pode acabar comprometendo muito os resultados. Portanto, caso o nível de fala ainda não esteja da forma que gostaria, invista em um período maior de treinamento e potencialize os resultados.

Uma dica adicional é contar com a ajuda de um audiobook (ou adaptar a prática para um vídeo que fale os números em inglês). Nesse caso, a pronúncia sai corretamente e tudo que você deve fazer é repetir logo em seguida. Insista nos resultados e perceba as melhorias com o passar do tempo!

6. Tente treinar com os nativos ou com pessoas fluentes no idioma

É difícil encontrar alguém que fale inglês como um nativo. Por isso, esse grupo é uma ótima alternativa para os treinamentos. Os números em inglês, por exemplo, podem ser aprendidos de forma bem mais fácil e acelerada para quem conta com a ajuda especial desse grupo de pessoas.

Se você não acredita, pense comigo alguns segundos: a língua inglesa conta com sons e fonemas muito particulares. Alguns deles, inclusive, são muito estranhos para nós (e talvez por isso tenhamos certa dificuldade).

Por isso, treinar todos esses detalhes com outro brasileiro ou com alguém que não é fluente no idioma pode acabar sendo uma verdadeira cilada. Para colher os resultados que espera, adote um treinamento com os nativos. Assim você se acostuma com o que seria a maneira certa de falar. Somente uma pessoa realmente fluente pode revelar as sílabas em que deve enfatizar, sons particulares e outros detalhes que fazem toda diferença!

7. Adote o hábito de ouvir podcast

Já falei aqui no blog outras vezes sobre como os podcasts podem ajudar a melhorar a compreensão. Ainda assim, sei que a plataforma ainda não é tão comum no Brasil, mas não posso deixar de defender a alternativa, principalmente se considerarmos que ela é uma ótima solução para quem quer melhorar a pronúncia.

Para quem não sabe, os podcasts são programas de áudios gratuitos. Eles funcionam mais ou menos como os vídeos do YouTube, só que nesse caso são apenas os áudios (então você já consegue entender um pouco os benefícios que pode trazer também).

Muitos celulares hoje já vêm com o aplicativo para que você consiga acessar. Mas, caso o seu não tenha, pode procurar tudo pelo computador sem muita dificuldade. Você vai ver que não vão faltar opções para treinar o inglês e desenvolver muitas habilidades (e a principal delas é saber falar como os nativos)!

8. Esteja atento a “música” das palavras

Quando estamos preocupados em falar uma palavra da maneira correta, então precisamos considerar qual seria a entonação ideal. Essa “habilidade” também é conhecida como reconhecer a “música” que existe por trás das palavras.

Pode parecer bobagem ou até mesmo viagem, mas esse é um ponto que faz toda diferença. Como ajuda a acelerar o processo de aprendizagem, então não deixe de se conscientizar nesse nível e ter ainda mais fluência.

Além disso, é importante dar mais atenção para o que seriam as pronúncias mais importantes. O número 3 (três), por exemplo, está entre o grande dilema de muitas pessoas. Sua tradução correta é “three”, mas algumas pessoas acabam pronunciando como “tree” (que significa árvore em inglês).

9. Dê atenção para alguns fonemas específicos

Para arrasar e deixar todo mundo impressionado com seu nível de conhecimento não deixe de dar atenção para o que pode parecer detalhe, mas é super importante. Existem cinco fonemas (sons) que trazem mais dificuldade no inglês, então não deixe de dar um destaque especial para cada um deles! Veja quais são eles:

Th

É provável que esse seja o fonema mais difícil para muitos brasileiros – e ele está presente em muitos dos números em inglês. Entretanto, nada de se desesperar, até porque esse é mesmo um fonema difícil de ser falado corretamente (principalmente para nós que não temos nenhum tipo de som parecido).

A forma correta de falar é colocando a ponta da língua entre os dentes superiores e inferiores. Somado a isso, você ainda deve forçar a saída do ar e garantir a forma correta de falar.

T

É natural do brasileiro errar em palavras finalizadas em T. Isso porque a tendência é colocarmos um “i” ou um “e” no final – o que acaba dando a compreensão errada. Por isso, tome cuidado para que o som não apareça no final da palavra.

D

Esse fonema tem relação próxima com as palavras terminadas em T. Nesse caso, o som também deve ser imperceptível, então fuja da tentação de colocar o famoso “i” no final de cada uma delas.

N

As palavras que terminam em N não são faladas da mesma forma que falamos por aqui. No Brasil usamos o mesmo sentido e som das palavras terminadas em M. Mas, em inglês, a forma correta de fazer isso é colocando a língua no céu da boca. Um pouco inusitado, não é mesmo?

R

Para fechar, temos também as palavras com som de “r”, outro grupo que parece atenção. Isso porque em inglês, sempre que se deparar com a letra “R” lembre-se que ela tem o som da palavra “careca” e não da palavra “cachorro”.

10. Não deixe a peteca cair

A perseverança é um ponto importantíssimo para quem sonha em conquistar as coisas. Por isso, deixe de lado o medo de errar ou de soar ridículo. Esse ponto trava muitas pessoas e atrapalha muito na hora de aprender os números em inglês para valer!

Portanto, por mais que os resultados não sejam evidentes logo de cara, não desista! Logo você vai ver que a dificuldade vai diminuir.

Agora que você entende um pouco melhor como os números em inglês são importantes e que caminhos seguir para aprender de forma consistente, não deixe de colocar as dicas em prática. Somente quando o conhecimento é transformado em prática que começamos a perceber seus impactos.

E você, tem alguma outra dica que usa quando precisa aprender algo novo? Compartilhe no espaço abaixo e ajude outras pessoas também! Aproveite e dê um pulo no Facebook para curtir a nossa página. 😉

Comentários