Falar inglês sem sotaque de brasileiro

Consigo falar inglês sem sotaque de brasileiro?

Você começa a aprender inglês e logo percebe que não tem a mesma pronúncia que um nativo. Nada mais natural, já que essa é a sua segunda língua e você já tem incorporado na sua forma de falar alguns costumes e entonações do seu país de origem. Ainda assim, muitas pessoas ficam um pouco incomodadas e se perguntando se algum dia poderão falar inglês sem sotaque.

Se essa é a sua situação, continue comigo e entenda melhor.

O que é sotaque, afinal?

O Brasil é um país muito grande e pode ser uma ótima maneira para você entender mais sobre o sotaque. Como você já deve ter percebido, as pessoas falam a mesma língua – o português – de maneiras bem peculiares.

A forma como os paulistanos conversam pode ser bem diferente da dos mineiros. Estes, por sua vez, também são diferente dos alagoanos – e por aí vai. Se o próprio português funciona assim, não é de se espantar que o inglês funcione da mesma forma, não é mesmo?

O sotaque é justamente essa forma particularizada que temos de dizer alguma coisa. Nós damos entonação a determinadas sílabas e seguramos outras. O resultado disso é uma combinação muito rica culturalmente, identificando um povo ou uma região.

Além disso, vale lembrar que esse é um fator físico. Isso significa que o sotaque é determinado por vibrações das cordas vocais, posicionamentos da língua e outros detalhes que determinam como o som vai sair quando você falar.

Justamente por isso, muitas pessoas apresentam uma grande dificuldade na hora de falar de forma diferente (ou ainda aprender um novo idioma). Isso acontece porque acabamos levando parte do nosso sotaque conosco e falar uma outra língua com seu sotaque natural pode tornar a compreensão dos outros mais difícil. E comprometer a fluência é uma coisa que ninguém quer, né?

Isso significa que estou fadado a ter sotaque para sempre?

Bem, depois de saber como ele acontece, é bem provável que você tenha pensado nessa pergunta. Talvez você fique um pouco triste com a resposta: na verdade, pode ser bem difícil se livrar do sotaque.

Pense que as pessoas que falam inglês como língua oficial (ou foram alfabetizadas na língua) aprenderam esse tipo de comunicação desde criança. Quanto mais tarde aprendemos uma outra língua, mais transferimos a sonorização que estamos acostumados na nossa própria língua.

Eu inclusive já tratei desse assunto aqui no blog e estimulei os pais a colocarem os filhos para aprender inglês enquanto eles são ainda crianças. Desta forma, eles falam inglês sem sotaque com mais facilidade. O ideal é que elas aprendam inglês até os 8 anos de idade.

Mas nada de se desesperar! Embora a tarefa seja um pouco difícil, você pode adotar estratégias e minimizar o sotaque. Com isso, você pode garantir uma fala mais próxima a dos nativos.

O que preciso fazer para falar inglês sem sotaque?

Como falei acima, o primeiro passo é começar a aprender o idioma o mais cedo possível. Quando a criança ainda não chegou aos 8 anos, ela ainda está passando por um processo de formação na fala, fazendo com que aprenda a pronunciar os sons de forma correta e sem grandes sacrifícios.

Quanto mais velhos ficamos, mais dificuldades apresentamos na hora de realizar esse tipo de movimento, então o treino e a persistência se tornam mais necessários. Para melhorar, você pode focar nas formas mais comuns e padrões do inglês e dar atenção as especificidades da língua.

Comece treinando o seu ouvido, ouvindo filmes e músicas, falando com nativos ou adotando qualquer outra medida que treine a sua compreensão em uma nova língua. Com o passar do tempo você vai perceber as diferenças das pronúncias e como você deve agir com algumas palavras específicas.

O português, por exemplo, tem um perfil mais anasalado, então muitas vezes incorporamos isso para falar em inglês. Para se livrar dessa mania, nada melhor que seguir treinando e repetindo algumas frases.

Para perceber e acompanhar seu processo você pode gravar sua fala e comparar com a forma que eles falam. Assim fica mais fácil perceber as inconsistências e melhorá-las.

Além disso, para ter resultados ainda melhores, não deixe de contar com a ajuda de um profissional. Um bom professor e um fonoaudiólogo podem ajudar muito, neutralizando o sotaque e fazendo os exercícios ideais para a redução.

Agora que você já sabe o que fazer para neutralizar e falar inglês sem sotaque, coloque essas medidas em prática. Assim você vai garantindo um novo idioma com uma fluência mais parecida com a dos nativos.

E você, ficou com alguma dúvida? Então comente no espaço abaixo!

Comentários