intercâmbio esportivo

Intercâmbio esportivo: saiba como realizar este sonho

Não tem como fugir: o Brasil é um celeiro de talentos. Quando o assunto é esportes então, a tarefa fica ainda mais fácil (principalmente quando estamos falando de futebol). É bem provável que você já sabia disso. O que poucas pessoas sabem é que muitos países oferecem incentivos e programas de intercâmbio esportivo para quem quer jogar profissionalmente.

É isso mesmo: o intercâmbio esportivo é uma baita oportunidade para conquistar o grande sonho de morar fora!

Para entender um pouco melhor sobre essa oportunidade e o que você deve fazer para se aproximar dessa realidade, não deixe de ler o post de hoje! Vamos lá?

Comece treinando o idioma

Uma pessoa pode ser muito boa em um esporte, mas se não conhecer minimamente a língua do país que quer fazer o intercâmbio esportivo, então pode ser que tenha um pouco de dificuldade. Por outro lado, quem joga bem e, de quebra, desembola o idioma pode ter muitas facilidades. Portanto, procure saber qual é a língua falada no país que você quer ir e comece a treinar.

Isso acontece porque muitas vezes esse tipo de programa vem atrelado a algum tipo de estudo ou outra atividade. Muitas pessoas ganham, por exemplo, bolsas de estudo em uma universidade por causa do intercâmbio esportivo.

Ou seja, se você está pensando em aplicar para esse tipo de programa, então é bom saber que provavelmente vai ter algum tipo de programa de estudos de forma conjugada com os treinamentos.

Além disso, vale lembrar que o inglês é uma língua universal. Portanto, se você está pensando em morar fora, não deixe de investir um tempo nos conhecimentos do idioma. Essa pode ser uma maneira de se adaptar com mais facilidade, socializar e até mesmo se acostumar um pouco melhor com a nova realidade.

Determine o tempo que pretende ficar por lá

Existem opções de intercâmbio esportivo que duram 4 ou 5 anos (o tempo de um curso superior). Há outros que têm o período mais restrito, como as férias de verão. Pense qual deles se encaixa melhor com sua realidade. Verifique seus planos gerais e condição financeira (afinal de contas, mesmo com bolsa, acabamos gastando um pouco).

Independente disso, é bom aproveitar o tempo como uma oportunidade de fazer uma imersão no local e entender melhor várias riquezas culturais que o lugar tem.

Pesquise sobre os programas oferecidos

Para escolher de forma certeira é muito importante conhecer quais são os programas oferecidos. Então, dedique um tempo para conhecer quais são as opções disponíveis para atletas, o que eles esperam (e oferecem) e se você realmente se enquadra no perfil.

Entenda que os pré-requisitos são levados muito a sério e cada programa possui suas normas e regras.

Caso vá fazer uma faculdade, não deixe de se informar sobre o processo. Digo isso porque pode ser que você tenha ou não que fazer um processo seletivo – isso varia muito. Já quando a pessoa vai para um high school pode ser que tenha cuidados ainda mais especiais. É preciso procurar saber alguns detalhes sobre a necessidade da liberação dos pais, acompanhamento, ajuda para visto e vários outros pontos.

Por isso, esteja atento a todos os detalhes! Faz muita diferença ficar sabendo antes. Desta forma, você pode procurar todo o suporte necessário e ter tempo para seguir as regras específicas.

A viagem do intercâmbio esportivo

Depois de decidir o programa e ter tudo em mãos, cuide de tudo que é importante para a viagem. Um ponto importante é a saúde. Vacinas em dia, procedimentos diferentes por ser um atleta, medicamentos permitidos, etc.

Como as legislações são diferentes, é bom ficar de olho. Algumas substâncias liberadas por aqui podem fazer com que você acabe caindo em um exame antidoping. E tem mais: isso não é nada bom para quem vai praticar um esporte de forma profissional, não é mesmo?

Em caso de dúvidas, peça as informações para a escola ou universidade e evite surpresas desagradáveis! Você não vai se arrepender por esse cuidado!

Tenha as roupas certas para o período

É bom lembrar também que o país que vai morar pode ter condições naturais bem diferentes da que está acostumado. Por isso, tenha as roupas adequadas (seja para as aulas ou para os treinos).

Pense que um detalhe como esse pode interferir na forma que você se exercita. Isto tem ainda mais importância se o lugar é muito frio ou muito quente. Dê tempo para que seu organismo se acostume e não force demais.

Depois de entender melhor o que considerar na hora de se preparar para um intercâmbio esportivo, seja cauteloso e prudente. Assim você se aproxima do grande sonho de morar fora do país por um tempo.

E você, ficou com alguma dúvida? Compartilhe nos comentários abaixo que terei todo prazer em ajudar você! Veja também nosso post sobre como se preparar para um intercâmbio.

Comentários