Quanto custa um intercâmbio nos EUA

Quanto realmente custa um intercâmbio nos EUA?

Muitas pessoas sonham fazer um intercâmbio nos EUA, mas acabam ficando presos em uma barreira: o valor a ser desembolsado. Embora o investimento realmente seja alto, muitos nunca chegaram a colocar no papel para saber quanto realmente custa um intercâmbio na terra do Tio Sam.

Se você está curioso e gostaria de ajuda, vale saber que os EUA têm muitos cursos disponíveis, podendo atender os mais diversos tipos de orçamento. Saiba mais sobre o assunto e tire suas dúvidas de uma vez por todas!

Comece considerando a região

Assim como no Brasil, os Estados Unidos contam com estados mais disputados e, consequentemente, mais caros. Morar em estados como Califórnia e Nova York pode ser incrivelmente mais caro que morar no Novo México ou Ohio.

Portanto, comece considerando seu orçamento. Levante quanto pode gastar nesse tipo de situação e veja em qual estado americano você se daria melhor. Se você tem um orçamento mais espaçoso, pode ser uma ótima ficar em um lugar com várias atrações turísticas. Desta forma, você aproveita e conhece (e aprende) muito mais.

Agora, se o seu orçamento é mais apertado, pode procurar lugares menos concorridos. Estes, certamente, serão mais baratos.

Pesquise sobre o tipo de escola

Convenhamos: a maioria das pessoas que fazem um intercâmbio nos EUA estão interessadas em turbinar o inglês, não é mesmo? O que poucas sabem é que existem os mais diversos tipos de escola. Elas vão desde o perfil mais premium até aquelas com uma cara mais budget (ou seja, mais acessíveis).

E tem mais: para saber quanto realmente vai pagar, você precisa considerar a carga horária de cada curso. Pense que, quanto mais tempo você tiver de aula, melhor o custo-benefício. E a relação de preço também pode funcionar nessa hora. Afinal, você provavelmente pagará mais caro por uma escola com mais horas de aula.

Busque boas passagens aéreas

O valor encontrado também pode variar bastante dependendo do seu destino para os Estados Unidos. A Flórida costuma contar com passagens muito baratas, enquanto um voo para Los Angeles ou San Francisco pode ser consideravelmente mais caro.

Esse é outro ponto que pode (e deve) ser considerado, pois pode influenciar no orçamento do seu intercâmbio de uma maneira geral. Pense que uma passagem de ida e volta para os destinos mais distantes podem custar incríveis R$ 7 mil (ou até mais)!

Pondere o lugar para morar

Como você já deve imaginar, quanto maior a cidade, mais alto será o custo de vida. Nova York, por exemplo, pode ser uma cidade muito cara para quem tem um orçamento em reais e fica convertendo tudo.

As partes mais centrais da cidade costumam ter acomodações que custam entre US$ 1500 e US$ 3000 (dólares). Estamos considerando um apartamento pequeno, de um quarto.

O grande segredo é pesquisar e procurar alternativas que caibam dentro dos seus gastos. Você pode procurar áreas menos centrais, pois elas costumam ser bem mais baratas. Quanto ao deslocamento, não precisa se preocupar, já que a maioria das cidades americanas conta com infraestrutura para fazer isso com facilidade. E claro: sempre existe aquela possibilidade de dividir um apartamento ou uma casa com amigos.

Outros gastos de um intercâmbio nos EUA

Além dos gastos maiores, que são o que citei acima, existem também outros que contam muito. Transporte, lazer e uma ou outra viajada que você vai acabar querendo fazer para conhecer o país e a região que você está impactam no orçamento. E outro que deve ganhar mais destaque: a alimentação!

Mas lembre-se que tudo depende do seu estilo de vida. Algumas pessoas gastam R$ 70 mil em um intercâmbio nos EUA, enquanto outras vivem com algo na faixa de R$ 17 mil. Bem diferente, concorda?

Dica final: considere um intercâmbio Work and Travel

Alguns destinos não permitem que os estudantes trabalhem quando vão para estudar inglês, como é o caso dos Estados Unidos. Entretanto, isso não significa que você não possa optar por um intercâmbio diferente, como o Work and Travel. Essa é uma oportunidade de trabalhar em solo americano e bancar muitos dos custos da sua viagem.

Existem muitas opções e as agências de intercâmbio intermedeiam essa relação, levando interessados do mundo inteiro para essa experiência que pode durar até 4 meses. Essa é uma maneira de diminuir os seus custos.

E o melhor de tudo é que muitos desses lugares contam com ótimas opções, como estações de esqui ou cidades superinteressantes. Oportunidade sensacional, não é? Assim você garante os benefícios de conhecer um novo país, desenvolver o seu inglês (pois vai usar a língua o tempo inteiro) e voltar com uma bagagem incrível!

Só para não deixar de comentar, existe a opção de um intercâmbio High School (já falado aqui no blog também).

Depois de saber todos esses pontos sobre um intercâmbio nos EUA, não deixe de considerar todos esses pontos e se programar para uma das melhores experiências da sua vida! Garanto que você não vai se arrepender.

Se você ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber algo mais específico, não deixe de comentar no espaço abaixo. Estou à disposição para ajudar você!

Comentários