técnicas entender inglês falado

11 técnicas infalíveis para entender o inglês falado

O inglês falado, ou seja, a forma como é pronunciado, está entre os principais desafios de quem quer aprender o idioma. E isso é natural, já que envolve a compreensão do que a outra pessoa está falando e a forma com que o próprio estudante se comunica.

Como você deve imaginar, isso envolve muita coragem, principalmente para os iniciantes. Ficamos com medo de cometer algum erro e isso acabar comprometendo todo o processo.  Ainda assim, esse atributo é indispensável para quem sonha em evoluir seus conhecimentos e alcançar a tão sonhada fluência.

Se você já percebeu como isso é importante e quer garantir progressos no seu “speaking”, então está no lugar certo! Leia no post de hoje algumas técnicas muito importantes e que você deve incorporar “para ontem”. Vamos juntos?

A importância do inglês falado

Não importa qual seja o seu nível de conhecimentos no idioma, a compreensão do inglês falado está entre as principais dificuldades enfrentadas. Entender com clareza um diálogo entre nativos pode até causar dor de cabeça, principalmente no começo, mas melhora muito com a prática.

Isso significa que você precisa se comprometer com essa tarefa, pois é a melhor maneira de conseguir interpretar e se comunicar bem no idioma. A boa notícia é que os exercícios de “listening” (audição) e “pronunciation” (pronúncia) tornam a tarefa um pouco mais simples. Conforme vai se acostumando com os diferentes sotaques, timbres e velocidades a tarefa fica mais leve.

Maneiras de melhorar a compreensão no inglês falado

Bem, é muito provável que você tenha começado a ler esse texto em busca de técnicas que te ajudem a potencializar essa habilidade, certo? Então não precisa se preocupar, pois esse texto não é uma enganação. Veja algumas dicas que listei para você agora mesmo:

1. Treine com diálogos informais

As conversas triviais, ou seja, do dia a dia, representam um prato cheio para o treinamento. Como as frases são mais curtas, com pronúncia um pouco diferente e ainda com vocabulário mais descolado, a tarefa pode parecer impossível em um primeiro momento.

Ainda assim, essa é a melhor forma de treinar, pois significa que você está lidando com a realidade. E o melhor: caso esteja nessas conversas, ainda pode interferir, pedir para repetir ou pedir ajuda com alguma palavra específica.

Caso esse não seja um diálogo presencial, então deve ficar ainda mais atento. Como não vai poder pedir ajuda, o segredo é se concentrar e tentar entender a mensagem principal que é transmitida ali.

2. Identifique as palavras-chave de cada frase

É claro que é bom estar atento e tentar pegar tudo que está sendo dito, mas o que poucas pessoas sabem é que algumas palavras-chaves podem fazer com que você consiga compreender o contexto de tudo que está sendo dito. Acredite em mim: você não precisa ficar desesperado se não entendeu uma ou duas palavras de uma frase!

Por isso, foque naquilo que seria o mais importante nessa comunicação. Em uma frase de 10 a 15 palavras, por exemplo, existem 3 ou 4 que são as mais importantes – e se você entender elas, então tem o que é suficiente para continuar a conversa.

3. Considere outros elementos da conversa

É bem provável que você já tenha ouvido que nos comunicamos muito além das palavras, certo? Isso significa que usamos o corpo, gestos e expressões que fazem toda diferença. Esses elementos são conhecidos como linguagem não-verbal, mas comunicam muito.

Em alguns casos, eles são fundamentais na compreensão e, em outros, ajudam muito a entender o que está sendo dito. Para colher esses benefícios, uma boa dica é reparar bem a pessoa que está falando. Veja como são os seus gestos e perceba como isso pode ajudar a entender o que está sendo dito.

Para fechar, os elementos fonológicos também devem receber atenção. Se você nunca ouviu essa palavra antes, não precisa se desesperar. Ela remete a junções de palavras e entonação, detalhes que podem parecer insignificantes, mas que dentro do conjunto ajudam muito na tarefa de compreender melhor.

4. Seja franco quando não entender

Muitas pessoas ficam com vergonha de evidenciar quando não entenderam alguma coisa, mas esse é um vacilo e tanto! Sejamos francos: fazemos isso até mesmo em português, então porque não faríamos com uma língua diferente?

Por isso, quando não entender alguma coisa e estiver perto de quem falou, não perca tempo e peça esclarecimentos. Seja sincero e peça que ele repita ou até mesmo seja mais detalhista.

É claro que é preciso ter muito bom-senso nesse sentido. Se o assunto for delicado, uma reunião executiva ou ainda uma apresentação, então talvez seja melhor repensar um pouco. Interromper pode ser bem mais sensível nesses casos.

5. Escute músicas em inglês

As músicas em inglês são um sucesso no mundo inteiro e basta alguns segundos para pensar em ótimos nomes e bandas. De quebra, elas ainda podem te ajudar a entender melhor o inglês falado. Portanto, não deixe de treinar com essa ajuda, prestando atenção na forma de pronúncia, a formação das palavras e detalhes de entonação.

E tem mais: além desse primeiro ganho, não posso deixar de comentar outro: as músicas ajudam muito a expandir seu vocabulário no idioma. Então, se você quer entender como as pessoas realmente falam, não pode deixar de ouvir as músicas em inglês. Você vai aprender muito dessa forma!

6. Faça drills com frequência

Se você nunca ouviu falar ou não sabe o que são os drills, não se preocupe. Eu explico aqui para você! Eles representam a prática de adotar exercícios auditivos de repetição – o que pode parecer muito chato, mas também pode ser um grande aliado.

Você pode experimentar isso sem grandes dificuldades. Muitos deles estão disponíveis online, então basta uma rápida pesquisa no Google para encontrar boas opções. Caso tenha dificuldade de encontrar, então é bom saber que eles também podem acompanhar vários materiais de estudo, seja por CDs ou DVDs. Procure por materiais complementares e é bem provável que não tenha muitos problemas.

7. Conte com a ajuda do Skype ou plataformas de conversa

Já falei aqui no blog sobre as plataformas de conversa em inglês, mas elas estão longe de ser a única opção. O Skype é outra ferramenta muito útil e que pode facilitar muito a tarefa de manter contato com estrangeiros e praticar o inglês.

Uma boa dica é fazer alguns testes com algumas dessas opções e perceber qual delas te agrada mais. Assim você adota uma que apresente mais facilidades e fica bem mais fácil manter a prática.

8. Converse com nativos e com quem está aprendendo

Falar com os nativos é uma ótima maneira de aprender, pois esse é o público que melhor fala essa língua. Assim você deslancha com alguém que tem conhecimentos em gírias, expressões típicas e muitas palavras coloquiais. Convenhamos: esse seria o mundo ideal!

Entretanto, é sempre bom lembrar que essa não é a única forma de dar aquela turbinada no inglês. Você também pode conversar com brasileiros e pessoas de outras nacionalidades, desde que estejam comprometidos a falar sempre no idioma determinado.

Essa dica é muito útil, pois como todos estão no “mesmo barco”, então pode ser que você fique mais confortável em se arriscar. Inclusive, esse reflexo é bem natural, já que errar com quem também está errando pode ser bem mais leve, não é mesmo?

9. Pratique sempre que puder

Essa talvez seja a dica de ouro quando o assunto é aprender inglês falado. Você precisa imergir no idioma sempre que possível, pois essa é a melhor forma de educar o ouvido. Quem adota esse tipo de prática consegue ver os progressos de forma mais acelerada e consistente.

Se o seu problema é tempo livre para estudar, a dica é aproveitar toda brecha oportuna que aparecer. Uma ótima oportunidade é aproveitar os períodos gastos com deslocamento – indo para o trabalho, para a faculdade ou qualquer outro lugar – e deixar sua compreensão mais afiada.

Portanto, gaste algum tempo pensando na sua rotina e como esse tipo de prática poderia se encaixar. Pode parecer bobagem, mas todo tempo deve ser bem aproveitado!

10. Associe a prática com algo que goste

Uma dica para conseguir estar em contato com o inglês por mais tempo é se envolver com atividades que gosta. Dei o exemplo das músicas, mas em outras oportunidades também já falei de filmes, séries, aplicativos e várias outras facilidades (inclusive cozinha).

Fazer o que gosta e estar comprometido em acelerar seu inglês é uma combinação que tem tudo para ser bem-sucedida. É isso mesmo: essa é uma das melhores maneiras de atingir bons resultados. Assim você se diverte e potencializa as chances de atingir a tão sonhada fluência com mais facilidade.

11. Teste dentro do seu nível

A compreensão de uma música, áudio ou podcast só vai acontecer com eficiência se estiver dentro do seu nível de proficiência. Por isso, é bobagem tentar entender um áudio que está muito acima dos seus conhecimentos, pois isso pode acabar desestimulando você.

Por isso, procure saber qual é o seu nível de conhecimento atual e vá aumentando a dificuldade conforme ficar mais confortável com esse progresso. Acredite em mim: essa é a melhor maneira de evoluir de forma consistente!

Principais erros de quem quer aprender

Bem, agora você já sabe o que deve fazer para aprender melhor o inglês falado, certo? Mas sabia que existem alguns erros que podem ser verdadeiras pedras de tropeço nesse caminho? Descubra alguns deles agora mesmo!

Ficar preso na compreensão de cada palavra

Já falei isso aqui no blog, mas algumas pessoas ficam presas na tarefa de tentar compreender tudo que a outra pessoa está dizendo. Esse é um grande erro e pode acabar fazendo com que você perca muito da comunicação.

Como adiantei na dica acima, foque nas palavras mais importantes e perceba que é possível entender tudo que está sendo comunicado sem grandes dificuldades. É isso mesmo: não é porque você não entende uma palavra que não deve se comunicar em inglês.

Achar que a pessoa deve falar de forma pausada e clara

Em um mundo ideal, todo mundo deve se comunicar com calma, mas, como você já deve ter percebido, a vida real é bem diferente. Na verdade, as pessoas falam rápido e comem as palavras em qualquer lugar – e não seria diferente no caso do inglês.

Por isso, entenda que as pessoas podem falar de forma acelerada e você vai ter que arrumar mecanismos para entender isso. Desapegue desse princípio e mobilize-se!

Criar um vício de ter que ouvir mais de uma vez para compreender

Muitos cursos de inglês deseducam seus alunos. Eles fazem com que ele crie o hábito de ter que escutar o mesmo áudio mais de uma vez para então compreender o que está sendo dito.

Como você deve imaginar, esse também é um grande vacilo. Desprenda-se desse método e foque sua atenção na tarefa de entender o que realmente é importante.

Não se atentar à pronúncia

Quando o assunto é conversar com alguém a fim de aprender o inglês falado, então é muito importante prestar muita atenção à pronúncia. Quando está conversando com um nativo, então, essa experiência pode ser muito enriquecedora.

Por isso, sempre que tiver conversando, esteja atento à sua pronúncia e à do outro interlocutor. Veja onde ele posiciona a língua, que tipo de sons faz e outros detalhes. Você pode aprender muito dessa maneira também!

Então você já sabe que caminhos adotar para aprender o famoso inglês falado, né? Agora, não deixe de colocar cada um desses pontos em prática. Você vai ver que fica bem mais fácil progredir dessa forma!

E você, conhece outras pessoas que também se interessariam por essas dicas? Então não perca tempo: compartilhe nas redes sociais e ajude outras pessoas! Nos encontramos por lá!

Comentários